Neste breve texto reflexivo e de opinião objetivo apenas desenhar um esboço para questões que parecem resolvidas. A ideia problema é que os adeptos da maçonaria se limitam ao responder à questão e que o campo das Ciências das Religiões pode também contribuir com esta ideia sobre o fenômeno.

O século XIX

Muito do que seja a maçonaria enquanto fenômeno social foi estabelecido no século XIX. Compreender as dinâmicas macros daquele século tem sido necessário para se compreender a maçonaria como fruto daquele tempo. Foi a época da sociologia de Émile Durkheim (1858 – 1917), ou, para além de uma pessoa, época em que a sociedade tinha demandas, as quais foram tematizadas não só por ele, mas por vários outros. Portanto, os temas refletiam certos problemas sociais em tela. O positivismo de Augusto Comte (1798 – 1857), que emprega o termo sociologia pela primeira vez. Pensador que aliás até mesmo tem um importante trabalho sobre a Religião da Humanidade, que é uma ideia de uma religião civil, sem os vínculos habituais com aquilo que se compreendia como religião no contexto europeu.

Leia mais

Ao responder à pergunta se a maçonaria é ou não uma religião, é necessário esclarecer as origens, natureza e propósito tanto da maçonaria quanto da Igreja Católica. No entanto, é importante ressaltar que é uma tarefa difícil alcançar uma compreensão completa desses aspectos dentro do escopo desta discussão. No entanto, para fornecer algumas diretrizes para a discussão, podemos oferecer algumas orientações na tentativa de responder a essas perguntas.

Leia mais

7. Religião e Agricultura   Prof. Me. Cídio Lopes amf3.com.br   Pode parecer muito estranho o simples fato da palavra religião aparecer no contexto de agricultura e de escola agrícola. Como no geral até mesmo os especialistas em educação não lidam com o tema ou as pessoas do senso-comum nada sabem das relações possíveis entre religião e agricultura, faz-se necessário, portanto, preparar o contexto em que se evidência a relação desses temas que ao…

Leia mais

4/4
error: Conteúdo autoral!