Formação Cultural do Aprendiz Maçom 012 Certificado

Certificado – Avaliação
Introdução
Avaliar é dá uma olhada para
trás. Ver o que acabamos de fazer e depois pensar se era isso mesmo; se quero
continuar ou encerrar.
Tomarei três caminhos nessa
finalização. O primeiro é o de um balanço do percurso. O segundo é para aqueles
que dessem aprofundar esse percurso. E o terceiro é o próximo curso.
1. Primeiro processo: avaliar o que fizemos.
O projeto inicial era direcionado
ao esclarecimento das pessoas. No contexto do Brasil no qual a intolerância
religiosa cresce a cada dia, a maçonaria também é difamada sistematicamente. A
ideia, portanto, era ofertar conteúdo de qualidade para informar de modo
adequado o que é essa “sociedade”.
Nesse sentido, nesse momento que
escrevo esse texto, um mês depois de lançar a Formação do Aprendiz Maçom,
estamos contente com os resultados da procura. Mais ainda surpresos com os
contatos via Watsapp; quantas pessoas interessantes; no geral são pessoas que
estão espalhadas por esse Brasil imenso e são provas vivas de uma inteligência
persistente.
No que toca ao curso, vamos
continuar com essa marca de ser algo transparente, franco; ensinando a orientar
de modo adequado certos anseios iniciais sobre o que é a maçonaria. Você falará
diretamente com alguém humano, lhe respondendo dúvidas; lhe dissuadindo de
fantasias, etc.
Esperamos continuar ajudando
pessoas a compreender o que é Maçonaria. A decidir de modo honesto que “isso não é para mim” ou “que isso me
interessa”.
Nosso interesse não é o seu dinheiro,
mas sua capacidade humana de compor com
outros humanos.
2. Segundo processo: Certificado de Extensão Cultural.
Nossa intenção inicial sempre foi
divulgar de modo didático o que é maçonaria. Ofertar material para esclarecer as
pessoas; propiciar a elas a experiência transformadora do conhecimento
organizado, articulado e profundo. De modo livre, mas nem por isso sério e bem
elaborado. O “valor” fundamental é esse.
Contudo, como é próprio do método
maçônico, o caminhar nos revelam coisas. E aprendemos muito na caminhada, por
isso adicionamos a ideia de conferir certificado para quem assim desejar.
Para ter um certificado de que
percorreu um percurso de formação cultura, sob a orientação de um professor,
vamos solicitar uma série de atividades. Não faz sentido “certificar” algo sem
termos a certeza de que a pessoa cumpriu a apreensão das ideias expostas no Curso de Formação do Aprendiz Maçom. Será
equivalente a 30 horas aulas e conterá uma série de regras. Você poderá ter
todas elas “aqui”
3. Terceiro processo: O próximo curso para Formação do Companheiro
Maçom.
Na maçonaria que habitualmente
vemos por aí, essa que encontramos templos pelas cidades do interior do Brasil,
temos 3 graus de formação. O Aprendiz é o primeiro. O segundo é o de
Companheiro Maçom e o terceiro grau é o de Mestre Maçom.
O próximo curso será o relativo
ao grau de Companheiro Maçom. Ele terá um pouco mais de conteúdo e será
destinado a quem já passou pelo anterior. Em função da quantidade informação e
da exigência de dedicação, ele será feito apenas para um seleto público. A
primeira etapa ou prova será justamente ter feito a parte certificada do curso
de Formação do Aprendiz Maçom.